quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Desarrolhares

Deixo aqui alguns desarrolhares sobre as próximas crónicas...
Não pretendo criar uma ciência exacta nem desmistificar qualquer teoria ligada ao vinho. Não sou investigador nem tenho tempo para investigações. Deixo a ciência para quem de direito. Quero apenas que me conheçam, digamos assim, como um poeta. Em cada poema (copo) irei beber as suas palavras (vinho) e aí sim transmitirei o meu "eu" redondo e líquido.
Para já ficam apenas alguns apontamentos tirados pela objectiva.












2 comentários:

  1. Ricardo... temos de falar!
    Faltam aí uns vinhos. hahahaha ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hão-de faltar sempre vinhos... Quando quiseres toca a falar de vinhos. Abraço

      Eliminar