sexta-feira, 7 de abril de 2017

DORES SIMÕES BAIRRADA GARRAFEIRA TINTO 1994 / DORES SIMÕES BAIRRADA GARRAFEIRA TINTO 1995





Chegaram ontem estes dois vinhos para a minha garrafeira pessoal. Ainda não sei bem qual o destino que lhes irei proporcionar, se beber ou guardar, mas para já vai para o sossego da garrafeira...
Deles deu Dirk Niepoort o seu testemunho:

"Dores Simões poderá um nome desconhecido para a maioria de vós.

Diz ele que passou toda a vida na antiga Junta Nacional dos Vinhos, que mais tarde se tornou o Instituto da Vinha e do Vinho, com Inspector. Nunca deixou de trabalhar nas suas vinhas e de fazer os seus vinhos. Ainda hoje, já reformado, presta algumas pequenas consultorias a pequenos produtores da Bairrada.

Conheci-o Há cerca de 20 anos e representei os seus vinhos durante alguns anos. Sempre tive uma grande paixão pelos seus vinhos. Sempre apreciei e adorei o estilo invulgar dos Dores Simões.

Os vinhos são feitos quase exclusivamente da casta Baga, com o restante a resultar de alguma uva branca que se encontrava no meia das vinhas velhas. Sempre foram feitos com enorme carinho e muito pouca extracção. Sempre existiu uma maior procura pela acidez do que por maturações exageradas. O estágio era normalmente feito em cimento e o resultado são vinhos sempre finos, delicados e muito expressivos, que com os anos crescem em dimensão, mantendo sempre a frescura e jovialidade.

Recentemente em uma prova cega que fiz, coloquei um Dores Simões 1982, a minha ultima garrafa, ao lado de um grande Borgônha e um Barolo. Acabou por ser o grande vinho da noite. No dia seguinte decidi procurar pelo Sr. Dores Simões, e algumas semanas mais tarde, quando o encontrei, consegui trazer até vós mais um pouco da sua história, de um dos grandes representantes do calcário na Bairrada e de um grande respeitador dos grandes "Terroirs" Portugueses.

Espero ainda aprender muito com o Sr. Dores Simões e com os seus vinhos que voltei a encontrar. Espero que sigam a minha recomendação sincera de que devem beber estes vinhos, que poderão mudar a vossa percepção para sempre. Bebam-nos em copos largos, tipo Borgonha.

Dirk Niepoort"

Ricardo Soares

Sem comentários:

Enviar um comentário