segunda-feira, 24 de julho de 2017

Caves Velhas Bucelas Arinto 2000


Este vinho infelizmente...mas antes deixem-me contar uma pequena história:

"Era uma vez um menino apaixonado por patins. Era tudo o que ele queria na vida. Pediu aos pais, implorou, tanto fez que um dia conseguiu. Ficou muito feliz com o par de patins, tão feliz que os guardou muito bem embrulhadinhos dentro da caixa no armário. Não os usava com medo de estragar. O tempo foi passando e os patins guardados. O tempo passava e o menino esqueceu-se dos patins. Mais tarde, ele lembra-se e sente saudade deles. Resolve recuperar o tempo perdido. Vai até o armário, revira tudo e, finalmente, encontra-os. Corre para calçá-los e tem uma surpresa: os patins não servem nos seus pés. O menino, acometido de uma profunda tristeza, chora e lamenta os anos perdidos, lamenta o que não vai mais poder recuperar."

Quase sempre, salvo algumas excepções (rolha, etc), pelo que leio e vou presenciando, quando nos deparamos com um vinho estragado, é "normal" atirar as culpas para o vinho ou desancar no produtor.

Pergunto, não será culpa nossa?
Exemplos: guardar a garrafa em pé, com luz, variações de temperatura e trepidações, etc etc etc. No meu caso, mesmo sabendo dos riscos, arrisquei a compra deste vinho há 4 meses num hipermercado. Durante 17 anos este vinho andou num vai e vem, de prateleira em prateleira, em condições talvez adversas...

Conclusão: a sua morte teve mão humana.

Ricardo Soares

Sem comentários:

Enviar um comentário