sexta-feira, 10 de novembro de 2017

"Beber" com moderação


"Há doenças piores que as doenças" escreveu Fernando Pessoa 11 dias antes de sua morte: 19.11.1935

Sempre achei piada ao Fernando Pessoa, um exímio bebedor, e seus heterónimos. Mas confesso que gosto mais dos poetas que dão a cara e falam numa só voz.

Por exemplo, nas redes sociais e no blog Desarrolhar exponho a minha cara e o meu nome. Falo sobre vinhos, temas vínicos da actualidade e estabeleço crítica (subjectiva). Dou a cara por aquilo que escrevo e assino com o meu único nome: Ricardo Soares. Não tenho heterónimos nem sofro de esquizofrenia.

Sou responsável por isso e mais nada para além disso. Ensinaram-me os princípios da boa educação, seriedade e respeito. Se bem que às vezes há malta que leva tudo muito a sério e cometem erros, suspeições, desconfianças, bisbilhotices, alguns puníveis por lei como difamação e injúrias (artigo 180.º e artigo 181.º, do código penal, capítulo VI dos crimes contra a honra).

Por isso, toca a "beber" com moderação, os próprios profissionais de saúde recomendam que o consumo de bebidas alcoólicas seja feito de forma moderada. E isso implica sermos responsáveis por nós próprios e respeitar o próximo. Todos nós, promotores deste hobby, devemos evitar a promoção ou publicidade que encoraje o abuso ou o mau uso por parte dos consumidores. Mas primeiro teremos de ser nós a dar o exemplo.

Continuem com boas pingas,
Termino como comecei, com Fernando Pessoa: "Dá-me mais vinho, porque a vida é nada"

Ricardo Soares (nome próprio e único)

Sem comentários:

Enviar um comentário