domingo, 24 de junho de 2018

Buçaco tinto reservado 1983


Quantas vezes encontramos um amigo de longa data e exclamamos: "eh pá, o tempo não passa por ti, até estás melhor.”

Há pessoas por quem o tempo não passa. Passar até passa, mas não têm cabelos brancos nem ficam carecas. O mesmo se passa com alguns vinhos…

Já tive a oportunidade de visitar a caverna onde repousam os vinhos Buçaco Reservado e pude confirmar, tal como Gabriel García Márquez, que “o segredo de uma velhice agradável consiste apenas na assinatura de um honroso pacto com a solidão.”

E este Buçaco tinto reservado 1983 após a sua abertura e algum tempo a respirar revelou toda a sua maturidade, enquanto os mais jovens são enérgicos e pujantes este apresenta-se ponderado e com um certo arrefecimento do seu sangue, fruto de uma sabedoria que resulta fundamentalmente da experiência temporal acumulada.

Nele pude escutar a voz da razão e a voz da emoção - maravilhoso e intrigante.

Ricardo Soares

Sem comentários:

Enviar um comentário